UFSC » Ambiental - UFSC Curitibanos
Site integrador das ações socioambientalistas desenvolvidas no campus de Curitibanos

Apresentação X Simpósio Florestal
Publicado em 13/10/2014 às 18:48

No dia 11- 12 de setembro na Universidade federal de Santa Catarina – Campus Curitibanos,aconteceu o X simpósio Florestal Catarinense, o qual abriu espaço para a apresentação de  trabalhos, possibilitando a divulgação do trabalho referente a gestão de resíduos orgânicos que vem sendo realizada no Campus Curitibanos (Figura 1).

Os alunos responsáveis pela apresentação do trabalho,Carolina Novicki e Paulo Pereira (Figura 2), contam com a colaboração de alunos, professores e técnicos para viabilizar a correta coleta e destinação dos resíduos.

Abaixo para os interessados seguem as informações divulgadas.

 

A IMPORTÂNCIA DA COMPOSTAGEM PARA A DESTINAÇÃO CORRETA

DE RESÍDUOS

NOVICKI, C.[1]*; PEREIRA,P.F.2 ; SANTOS,K.L.3

 

A compostagem é um processo de transformação de materiais orgânicos como palha, folhas, restos de podas, gramas e cascas de frutas, importante para amenizar os impactos gerados pela destinação incorreta desses resíduos. Este trabalho objetivou determinar a quantidade de resíduos orgânicos em seus valores brutos gerados na Universidade Federal de Santa Catarina – Campus Curitibanos, reconhecendo a importância de destinar esses matérias de maneira adequada e sua influência na qualidade do composto gerado. Dessa forma procedeu-se com a coleta do material em lixeiras específicas disponibilizadas no campus, recolhendo-as duas vezes na semana, realizando pesagem e a recondução dos resíduos para o local apropriado de compostagem localizado dentro da área didática/experimental do Campus. Para a compostagem dos resíduos, prosseguiu com a sobreposição do material coletado formando-se leiras alternando diferentes tipos de resíduos com diferentes concentrações de carbono e nitrogênio em camadas. Os dados foram coletados nos meses de Março, Abril, Maio e Junho de 2014 gerando assim a quantidade de resíduos compostados nesse período sendo: Março (63 kg), Abril (151 kg), Maio (201 kg), Junho (157 kg). O composto gerado esta sendodestinado para o Sistema Agroflorestal (SAF), e para o viveiro do campus onde é este é manipulado para a elaboração do substrato, que será utilizado para adubação de mudas florestais produzidas. A partir dos dados obtidos, observou-se que a maior incidência de resíduos ocorreu no mês de Maio, gerando assim, maior quantidade de substrato, notando-se também a quantidade significativa de material produzido em relação à quantidade de pessoas presentes no campus. Portanto, a compostagem foi importante para a destinação correta de mais quinhentos e cinquenta quilos de material minimizando prejuízos ambientais, ecológicos, sociais e econômicos de uma possível destinação incorreta. Sendo assim, ressalta-se a relevância do processo como forma de educação ambiental ao mesmo tempo em que propicia condições para subprodutos destinados a multiplicação de mudas de espécies florestais no Campus de Curitibanos.

 banner

Figura 1: Banner elaboração  para apresentação dos resultados referentes ao projeto de gestão de resíduos orgânicos no Campus Curitibanos.

Paulo e carol

Figura 2: Alunos na apresentação dos trabalhos.

Visita Monitorada Trilha do Pessegueirinho
Publicado em 27/08/2014 às 15:31

A partir de 19 de Setembro a Trilha estará aberta para visitações. FIGURA 4 Floresta Ombrofila Mista alexandre siminski

As visitas Monitoradas serão SEMPRE nas sextas-feiras, para agendar uma visita entre em contato com a bolsista do projeto Bruna Andriolli através do e-mail bruandriolli@hotmail.com ou com o coordenador do projeto pelos telefones (49) 2122-0323 ou (48) 3721-4170.

Dicas para Visitação

- Sempre Agende a Visita com antecedência

- Use sapato fechado e confortável

- Traga repelente e Água

- Use Protetor Solar

 

Conheça Um Pouco Mais Sobre a Trilha

Carneiro Hidráulico
Publicado em 13/02/2014 às 13:29

A bomba carneiro hidráulico possui um histórico bem interessante que vem dá relação que o animal carneiro dá golpes com cabeça, o qual o aparelho possui um som parecido com o que o animal faz por isso o nome , bomba carneiro hidráulico ou também conhecida como ‘golpe de aríete’, nada mais é do que um mecanismo responsável pelo bombeamento de um nível de água mais baixo para um outro mais elevado, se tornando um dispositivo acessivo aos agricultores.

Imagem 1:  Esquema e funcionamento.

Considerada por muitos agricultores uma alternativa de baixo custo por não utilizar energia elétrica, nem combustíveis fósseis para seu funcionamento, apenas a própria água e a força da gravidade.

Além do mais, possuí alguns benefícios em suas instalações a serem utilizados apenas materiais que são encontrados com grande facilidade nos comércios locais, possuindo também muitas matérias demonstrativas na internet, bem como, diversos manuais de quais peças utilizar, como montar e sobre seu funcionamento. Abaixo podemos observar a imagem de todas as peças que são utilizadas.

Imagem 2 : Peças e legenda para montagem do carneiro.

Observamos a baixo como fica a montagem do carneiro.

Imagem 3 : Carneiro hidráulico de uma propriedade em Frei Rogério

 

Uma demonstração clara para melhor compreensão do acima já demonstrado, encontra-se na área experimental que temos na Universidade Federal de Santa Catarina, na parte do SAF (Sistemas Agroflorestais), em que foi criado e instalado um Carneiro Hidráulico, o qual facilitou muito a irrigação de algumas áreas das quais são realizados os plantios, esse trabalho foi feito em conjunto com professores,  voluntários e do técnico Elcio juntamente com a Epagri de Frei Rogério.

Imagem 4 : Carneiro da área experimentar  UFSC.

 

 

Fonte: Epagri- Frei Rogério

 

 

Projeto Cultura.
Publicado em 07/11/2013 às 21:43

Oficinas de Artesanatos fazem parte do Projeto Cultura o qual é composto pela acadêmica Maiara de Liz Granemann, coordenado pela professora Karine Louise dos Santos. As oficinas ocorrem semanalmente com a finalidade de ligar os estudantes que tem interesse pela parte cultural, com criatividade, iniciativa e principalmente que gostam de inovar de maneira sustentável.

O modo em que este trabalho é realizado é simples, utilizam-se materiais como revistas, papelões de caixas que já foram descartadas e demais materiais recicláveis, que já não seriam mais utilizados mais ainda podem ser reutilizados, dando espaço à criatividade.

Essa iniciativa ocorreu na semana acadêmica de Ciências Rurais, com a finalidade de ensinar como confeccionar o “Filtro dos Sonhos”, que tem um significado oriundo da cultura indígena dos nativos americanos, os quais acreditavam que o filtro dos sonhos servia para filtrar as energias indesejadas, impedindo que as mesmas interfiram nos projetos dos sonhos que cada um possui e merece alcançar, sendo assim utilizado como proteção e bloqueio para as energias negativas que vêm de fora e o que está dentro de nós, os materiais utilizados para a confecção do filtro dos sonhos foram: pedaços de madeiras e linhas coloridas.

Imagem 1: Confecção filtro dos sonhos.

O interesse e a criatividade dos acadêmicos incentivaram para a realização da segunda oficina, que teve como objetivo de criar fichários, confeccionados com materiais simples e sem custo nenhum, ou seja, materiais que se tem em casa e não possuem mais qualquer serventia, como caixas de papelão que já seriam jogadas fora, revistas velhas para encapar e decorar. Tendo todo esse trabalho manual novamente a intenção de reciclar e reaproveitar.

Imagem 2: Confecção dos fichários, pelos acadêmicos.

Ainda houve a terceira oficina que teve como propósito a restauração de objetos, dessa vez sendo escolhida a mesa de “pig pog”, a qual encontrava-se à algum tempo em um estado de danificação, graças ao empenho dos acadêmicos recebeu pintura, com algumas colagens para a sua nova decoração.

Imagem 3: Acadêmicos ajudando na restauração da mesa de pig pong.

A realização da quarta oficina objetivou a confecção de materiais para decoração de ambientes “móbiles”, utilizando revistas que seriam jogadas fora, trabalho este que novamente contou com toda a criatividade dos acadêmicos envolvidos, tornando simples materiais recicláveis em decorações realmente lindíssimas.

Imagem 4: Acadêmicos realizando a confecção de objetos de decoração.

Com todo esse sucesso, empenho e colaboração dos envolvidos, as oficinas irão continuar, com pleno e determinado foco na utilização dos materiais que seriam descartados e podem ser reaproveitados de forma sustentável, com duração até o mês de Dezembro deste ano, com encontros semanais em todas as Quintas-Feiras, junto à sala que pertence ao Centro Acadêmico.

Por isso, venham fazer parte desse projeto também, demonstrem seu interesse pelo meio ambiente e a reutilização de materiais, com a participação de todos os membros da UFSC a oficina só tende a crescer e como sempre a sua colaboração será muito bem vinda.

 

Reduzir, reutilizar e reciclar: A arte da criatividade com conscientização
Publicado em 12/08/2013 às 21:37

O projeto é composto pela acadêmica Maiara de Liz Granemann e é coordenado pela professora Karine Louise dos Santos e tem como foco a sociedade acadêmica, prevê várias atividades sendo que, algumas delas, já foram concretizadas.

Primeiramente houve uma Exposição de Arte Contemporânea que consistiu na exposição de um “mini lixão” no Hall do prédio do Campus. O objetivo foi mostrar que há o problema de produção acentuada de “lixo” e questionar o fim que é dado ao mesmo.

 Imagem 1. Exposição de Arte Contemporânea que consistiu na exposição de um “mini lixão” no Hall do prédio do Campus Curitibanos.

 Realizou-se também, um estudo intitulado de “Linha do tempo: um estudo sobre a evolução do consumo”. Essa atividade fez uma reflexão sobre questões históricas, sociais e culturais de cada década a partir da revolução industrial até a atualidade, e mostrou como esse contexto teve repercussão sobre a produção de resíduos.

Imagem 2. Exposição da linha do tempo realizada pela acadêmica Maiara de Liz Granemann.

Realizou-se ainda uma oficina, onde os alunos deveriam expressar, de maneira artística, seus desejos para o futuro e, posteriormente, deveriam confeccionar um mural com desenhos. Essa etapa foi monitorada do início ao fim. Isso possibilitou que todas as expressões observadas, desde cada desenho até o que os participantes conversavam sobre o tema proposto, fossem avaliadas.

Imagem 3. Mural com os desenhos confeccionados pelos alunos que expressaram seus desejos para o futuro.

Adicionalmente organizou-se um espaço em redes sociais, no sentido de socializar as ações desenvolvidas no projeto e estimular reflexão através de frases instigantes relatando o problema e consequências sociais, ambientais e culturais dos resíduos sólidos.

Salienta-se que todas essas ações têm o objetivo de estimular a reflexão sobre o problema dos resíduos sólidos, tendo sempre a preocupação em fazer manifestações artísticas para obter reflexões mais sensitivas.

Haverão, ainda, discussões abordando os seguintes assuntos: a produção excessiva de resíduos, a questão social, ambiental e cultural; além da discussão de alternativas para reflexão, redução, reutilização, reciclagem. Outro ponto que será abordado são oficinas para a confecção de artefatos proveniente de resíduos sólidos. Dentre algumas, estão: oficina com produtos plásticos em geral; oficina com latas; oficina com vidro; oficina com papel, papelão e jornal; oficina de jardinagem e, uma extra, sobre compostagem de resíduos orgânicos.

Bolsistas do Grupo Conservação e Manejo da Agrobiodiversidade Campus Curitibanos participaram da 65ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC
Publicado em 05/08/2013 às 14:04

Ocorreu entre o dia 21 á 26 de julho a 65ª Reunião Anual da SBPC na Universidade Federam de Pernambuco – UFPE, em Recife – PE. Onde alunos da UFSC Campus Curitibanos participaram apresentando trabalhos científicos, participando de minicursos, conferencias e encontros.

Um dos temas abordados na apresentação de trabalhos científicos foi AVALIAÇÃO DE GERMINAÇÃO DAS ESPÉCIES FLORESTAIS: Hymenaea stigonocarpa, Adenanthera Pavonina L., Enterolobium contortisiliquum, Syzygium malaccense Bowdichia nítida, Amburana cearensis e Euterpe edullis NA REGIÃO DE CURITIBANOS/SC. Esse trabalho possuía como integrantes Andressa Hilha Dias, Jefferson Dias de Oliveira e Karine Louise Santos.

Imagem 1. Acadêmica Andressa Hilha Dias apresentando banner referente ao trabalho “AVALIAÇÃO DE GERMINAÇÃO DAS ESPÉCIES FLORESTAIS NA REGIÃO DE CURITIBANOS/SC” durante a 65ª Reunião Anual da SBPC.

NÚCLEO DE ESTUDO EM AGROECOLOGIA E AGROBIODIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE – NEEAPlaC
Publicado em 04/08/2013 às 18:03

O NEEAPlaC é um projeto composto por dois alunos da UFSC campus Curitibanos: Gabriela Carolina dos Santos e Gustavo Eduardo Pereira e é coordenado no campus pela professora Karine Louise dos Santos e tem a finalidade de integrar atividades de pesquisa científica, extensão tecnológica e educação profissional para cooperar com o movimento de construção da Agroecologia e para valorizar, conservar e manejar a Agrobiodiversidade do Planalto Catarinense.

NEAAPlaC conduzirá uma pesquisa cientifica intitulado Núcleo De Estudo Em Agroecologia E Agrobiodiversidade Do Planalto Catarinense entre as ações esta a atividades de  identificação e caracterização das estratégias locais de manejo e uso de frutíferas nativas no Planalto Catarinense, a qual visará subsidiar a definição de planos de conservação e desenvolvimento regional sustentável. Esta atividade esta sendo desenvolvida pelo grupo Conservação e Manejo da Agrobiodivesidade/Campus Curitibanos.

Imagem 1. Grupo Conservação e Manejo da Agrobiodivesidade/Campus Curitibanos em campo.

Nesta atividade ainda está incluída a implantação de Quintais Agroflorestais típicos e pitorescos em propriedades rurais, pousadas familiares e unidades de ensino que serão diversificados com espécies nativas e exóticas adaptadas na região há muitos anos, servirá de apoio à manutenção da agrobiodiversidade, ao turismo rural e ao desenvolvimento dos cursos correlacionados ao projeto.

A NEAAPlaC também oferecerá cursos que permitam melhores condições de acesso ao trabalho e à geração de emprego e renda no meio rural que serão ofertados para agricultores, agricultoras e técnicos extensionistas da região Planalto Catarinense.

PROGRAMA AMBIENTAL CURITIBANOS
Publicado em 16/11/2010 às 20:15

Bem-vindo a página do programa de ações ambientais vinculadas ao Campus da UFSC Curitibanos

O Programa de Ações Ambientais  é uma iniciativa de Professores, Técnicos e Alunos do Campus da UFSC Curitibanos. Iniciado em novembro de 2010 em caráter experimental, é uma  mobilização que busca promover a troca de experiências, o aprofundamento de conhecimentos e a valorização dos recursos nativos, incentivando ações voltadas a minimização dos impactos ambientais causados pelas atividades no Campus.
As ações do programa Ambiental Curitibanos já começaram, visite os projetos que fazem parte desta iniciativa:

Trilha do Pessegueirinho
Compostagem
Sistemas Agroflorestais

  • 1960 - 2010 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000
  • Última atualização do site foi em 13 de October 2014 - 18:53:30
SeTIC
Páginas UFSC